XVII FEIRA NACIONAL DO CAMARÃO - FENACAM'20

A FENACAM’20 se realizará no período de 17 a 20 de Novembro de 2020, no Centro de Convenções de Natal na Cidade de Natal (RN), com a Solenidade de Abertura oficial do Evento, programada para as 19:00 hs do dia 17 de Novembro de 2020. A FENACAM´20 em sua 17º edição de uma vitoriosa jornada de eventos técnicos, científicos e empresarial, cujo maior desafio, será a repetição do sucesso das edições anteriores, mantendo a tradição do evento que melhor representa os estratégicos segmentos da carcinicultura, piscicultura e malacocultura do Rio Grande do Norte, do Nordeste e do Brasil.

A programação da FENACAM’20 contemplará o XVII Simpósio Internacional de Carcinicultura e o XIV Simpósio Internacional de Aquicultura, sempre nos horários das 08:30 as 13:00 h; o XVII Festival Gastronômico de Frutos do Mar, das 12:00 as 15:00h; a XVII Sessões Técnicas e Cientificas – Aquicultura e Carcinicultura, das 14:30 as 18:00 h e a XVII Ferira Internacional de Serviços e Produtos para a Aquicultura, das 14:00 as 22:00 h.

Os eventos técnicos – científicos e empresariais acima referidos contarão com a participação de dezenas de palestrantes nacionais e internacionais que abordarão temas sobre a carcinicultura e a aquicultura, brasileira e mundial. Nesse contexto, os temas técnicos e comerciais a serem priorizados serão:

(1) Panorama da Produção Mundial de Aquicultura, Carcinicultura e as Oportunidades para o Pescado Brasileiro no Gigantesco Trading Internacional de Frutos do Mar;

(2) Avanços Tecnológicos da Maturação, Reprodução e Larvicultura de peixes e camarões;

(3) As Contribuições da Nutrição e da Genética, na produção sustentável de camarões e peixes cultivados;

(4) A Importancia da Adoção das Boas Práticas de Manejo - BPM’s e de Medidas de Biossegurança, tanto para o camarão marinho, como para as demais espécies aquícolas cultivadas;

(5) Apresentação Diferenciada, Agregação de Valor e Aspectos Mercadológicos dos produtos aguícolas produzidos no Brasil;

(6) Promoção, Comercialização e o Papel das Redes de Distribuição de Produtos Aquícolas no Contexto do seu Consumo.

Adicionalmente, serão realizadas Sessões Técnicas com a apresentação de centenas de trabalhos técnico-científicos, tanto na forma oral como de pôsteres, retratando os resultados das mais recentes pesquisas realizadas pela academia brasileira e internacional.

Por outro lado, a realização da XVII Feira Internacional de Equipamentos Produtos e Serviços para Aquicultura, que contará com a participação de centenas de Empresas nacionais e internacionais, representando os principais segmentos que geram, detém e disseminam tecnologias, produtos, insumos e serviços de apoio à exploração comercial do cultivo de camarões, peixes, moluscos e demais organismos aquáticos, receberá um destaque especial. Haja vista que o pavilhão reservado para a exposição comercial ocupará uma área de 8.000 m², contemplando espaços para 225 (Duzentos e vinte e cinco) estandes.

Complementando toda essa rica e eclética programação de atividades técnicas, científicas e empresariais, se disponibilizará aos congressistas, visitantes da FENACAM’20 e à população de Natal, o XVII Festival Gastronômico de Frutos do Mar, que funcionará nos horários do almoço (12:00 à 15:00 hs), desta feita, contando com a participação de restaurantes especializados na culinária potiguar de frutos do mar, com ênfase para o camarão marinho e a tilápia cultivados.

Para a presente edição da FENACAM’20, a Associação Brasileira dos Criadores de Camarão - ABCC está coordenando um amplo esforço de articulação e mobilização da cadeia produtiva, da academia e dos demais segmentos do setor empresarial ligados ao cultivo de camarões e de peixes em geral, no sentido de promover um evento cujos objetivos, abaixo relacionados, contribuirão para a consolidação do seu papel de vanguarda e de marco referencial para a promoção da carcinicultura marinha e da aquicultura, brasileiras e latino-americanas, notadamente, no contexto de:

(1) Promover os produtos aquícolas procedentes do Brasil, superando os obstáculos e desafios confrontados pela carcinicultura e aquicultura nacionais, cujas demandas, seja para o mercado doméstico ou para o promissor mercado internacional, mostram-se crescentes e insatisfeitas, o que reclama uma maior atenção do Governo e da sociedade organizada, no sentido de criar condições para que a iniciativa privada possa realizar os investimentos necessários nesses estratégicos setores com vistas a manter o abastecimento do mercado brasileiro e retomar as exportações.

(2) Disponibilizar avançados e atualizados conhecimentos técnicos e comerciais para toda a cadeia produtiva envolvida com a aquicultura brasileira, de forma a atender as expectativas de todos que colaboraram para a promoção desse estratégico evento;

(3) Possibilitar a integração entre os detentores de tecnologias e os produtores, em especial, os micros e pequenos, que, em grande parte, representam os principais beneficiários dessas informações, que de outro modo, seriam de difícil acesso no contexto de sua disseminação e absorção.

(4) Chamar a atenção das autoridades brasileiras para a premente necessidade de uma radical mudança do atual foco da política aquícola brasileira, demonstrando que o Brasil precisa sair da condição de destacado importador, para a desejável posição de grande produtor/exportador de pescado;

(5) Incentivar os carcinicultores brasileiros e o Governo a assumirem compromissos e promoverem as ações necessárias à viabilização do retorno do camarão cultivado do Brasil ao exigente e crescente mercado internacional;

(6) Chamar a atenção de todos, Cadeia Produtiva e Governo, sobre os riscos e o preocupante resultado que o significativo déficit (US$ 1,1 bilhão de dólares) da balança de pescado nacional de 2017 representa para o Brasil e seus consumidores e para o próprio setor, destacando que enquanto o nosso país participou com 30 % (US$ 17 bilhões) das importações mundiais de carnes, sua contribuição com as exportações mundiais de pescado (US$ 146 bilhões) foi de apenas US$ 260,88 milhões (0,15 %).

A grande maioria dos aquicultores brasileiros é constituída por micros produtores ou empresas de pequeno porte, que contribuem com grande parte da produção aquícola do Brasil. Por essa razão é que a FENACAM’20 oferecerá uma ampla oportunidade para que esse público tenha acesso ao que existe de mais moderno em matéria de tecnologia, equipamento, técnicas de cultivo, genética, sanidade com destaque à apresentação e agregação de valor aos seus produtos, incluindo a oportunidade de conhecer a realidade do mercado nacional e internacional.

Para incentivar e motivar a participação dos produtores de peixes e camarões, especialmente dos micro e pequenos, que constituem parte significativa da cadeia produtiva desses segmentos, a FENACAM’20 oferecerá atrações e incentivos voltados para atender suas demandas, incluindo uma ampla e diversificada programação técnica e comercial, apresentada de forma didática, que funcionará como importante ferramenta de atualização e capacitação desses produtores.

Dessa forma, as dezenas de palestras e exibições de equipamento, produtos e serviços serão conduzidas de modo a facilitar uma concreta interação entre os produtores e as empresas privadas detentoras de tecnologias. Para tanto, será disponibilizada tradução simultânea para todas as palestras proferidas em Inglês e Espanhol envolvendo toda a programação dos eventos do XVII Simpósio Internacional de Carcinicultura e do XIV Simpósio Internacional de Aquicultura.

Estimativa para o Evento:

Estimada para um público de aproximadamente de 5.000 visitantes, com mais de 100 empresas expositoras (nacionais e internacionais), a FENACAM’20 contribuirá para a movimentação da economia formal e informal da grande Natal, com a geração de emprego e renda temporários, ativando grandes, médios e pequenos empreendedores de todos os estados brasileiros.

Adicionalmente, a FENACAM’20 também servirá para fomentar a cultura local, gerando renda, desenvolvendo a economia e promovendo o turismo no município de Natal / RN.

Atenciosamente,
Itamar de Paiva Rocha
Comissão Organizadora / FENACAM
Presidente

  • 2004
    Carcinicultura Brasileira:
    Comercialmente viável, social e ambientalmente responsável.
    Natal (RN), 03 a 07 de Fevereiro de 2004
  • 2005
    Desenvolvimento Tecnológico com Sustentabilidade Ambiental e Compromisso Social
    472 congressistas, 35 palestrantes (16 nacionais e 19 internacionais), 200 estantes.
    Natal (RN), 22 a 25 de Fevereiro de 2005
  • 2006
    III Simpósio Internacional sobre a Indústria do Camarão cultivado e III Festival gastronômico de Frutos do Mar
    28 palestrantes, sendo 15 nacionais e 13 internacionais.
    Natal (RN), 21 a 24 de Março de 2006
  • 2007
    Desafios da Produção de Pescados com Sustentabilidade Ambiental e Responsabilidade Social
    24 palestrantes (13 nacionais e 11 internacionais), 106 estandes.
    Natal (RN), 12 a 15 de Junho de 2007
  • 2008
    Mercado Interno e Industrialização, Caminho para o crescimento da Aquicultura Brasileira
    24 palestrantes (13 nacionais e 11 internacionais), 106 estandes, 2.250 visitantes.
    Natal (RN), 09 a 12 de Junho de 2008
  • 2009
    Competitividade e Demanda Impulsionam a Aquicultura Brasileira
    24 palestrantes (15 nacionais e 09 internacionais), 104 estandes.
    Natal (RN), 15 a 18 de Junho de 2009
  • 2010
    VII Simpósio Internacional Sobre a Indústria do Camarão Cultivado; IV Simpósio Internacional de Aquicultura; VII Festival Gastronômico de Frutos do Mar
    24 palestrantes, sendo 15 nacionais e 09 internacionais, 126 estandes, 581 participantes dos simpósios e 2.145 visitantes da feira.
    Natal (RN), 07 a 10 de Junho de 2010
  • 2011
    Aquicultura para um mundo em Transformação
    4.390 congressistas, 7.000 visitantes e 120 estandes.
    Natal (RN), 06 a 10 de Junho de 2011
  • 2012
    Desafios e Perspectivas para a Aquicultura
    07 palestrantes nacionais e 14 internacionais, 1.500 congressistas e 5.000 visitantes.
    Natal (RN), 11 a 14 de Junho de 2012
  • 2013
    Um Diferencial na Promoção da Aquicultura Brasileira
    1.500 congressistas, 5.000 visitantes e 23 palestrantes nacionais e 16 internacionais.
    Natal (RN), 10 a 13 de Junho de 2013
  • 2014
    Aumentar a Produção para atender a crescente demanda interna, com um olhar atento no promissor mercado internacional
    1.800 congressistas, 6.000 visitantes e 42 palestrantes, sendo 15 nacionais e 27 internacionais.
    Fortaleza (CE), 10 a 13 de Novembro de 2014
  • 2015
    Ciência e Indústria unindo forças para atender a crescente demanda de produtos aquícolas
    1.600 congressistas, 5.140 visitantes e 33 palestrantes, sendo 25 internacionais e 08 nacionais.
    Fortaleza (CE), 16 a 19 de Novembro de 2015
  • 2016
    Ciência e Indústria unindo forças para atender a crescente demanda de produtos aquícolas
    24 palestrantes, sendo 18 internacionais e 6 nacionais, 1.080 congressistas, 4.644 visitantes.
    Fortaleza (CE), 21 a 24 de Novembro de 2016
  • 2017
    XIV Simpósio Internacional de Carcinicultura; XI Simpósio Internacional de Aquicultura
    58 palestrantes, sendo 36 internacionais e 22 especialistas brasileiros, 1.472 congressistas, 3.670 visitantes e 200 estandes.
    Natal (RN), 15 a 18 de Novembro de 2017
  • 2018
    Ciência e Indústria unindo forças para atender a crescente demanda de produtos aquícolas
    Natal (RN), 13 a 16 de Novembro de 2018
  • 2019
    Ciência e Indústria unindo forças para atender a crescente demanda de produtos aquícolas
    Natal (RN), 12 a 15 de Novembro de 2019